ArquivoAcesse a versão anterior do Informação Virtual

Primeiros passos para criar um blog

Blogueiro
Crédito: Freeimages.com – zizzy0104

Criar um blog é algo relativamente simples, mas mantê-lo no ar e fazer com que ele ganhe destaque na blogosfera pode dar um pouco mais de trabalho.

Sou blogueiro há mais de 7 anos. Neste período pude aprender algumas artimanhas sobre o mundo dos blogs. Neste artigo darei algumas dicas para aqueles que desejam criar seu primeiro blog, mas não sabem por onde começar.

Planejamento

Planejar é indispensável para definir alguns pontos importantes para o sucesso do seu novo blog. Muitos blogueiros iniciantes ignoram esta etapa, o que faz com que o blog demore a decolar.

Antes mesmo de criar o seu novo blog, tente responder estas três perguntas básicas:

Qual será o tema principal do seu blog?

Praticamente 90% do seu blog serão definidos com base na resposta que você der a esta pergunta.

O ideal é que você defina previamente qual será o assunto principal do blog, baseado naquilo que você tem mais conhecimento e, portanto, mais facilidade para escrever. É importante que você se sinta à vontade ao escrever sobre um determinado assunto.

Quanto tempo você pretende dedicar ao blog?

Você deve definir qual será o ritmo das postagens e a quantidade de horas semanais que você pretende dedicar ao seu blog. Assuma com você mesmo este compromisso.

Lembre-se também que, além de postar no blog, você também terá que cuidar da parte técnica, divulgação, parcerias, monetização, etc.

Você pretende investir algum dinheiro no seu blog?

Você vai precisar investir algum dinheiro no seu blog caso queira torná-lo profissional.

Serviço de hospedagem de sites (no caso de utilizar um sistema como o WordPress.org, por exemplo), registro do domínio, templates/temas profissionais, divulgação através de anúncios, cursos e treinamentos, são alguns investimentos que você talvez tenha que fazer para que o seu blog ganhe destaque na blogosfera.

Mas calma, não entre em pânico! Você pode naturalmente começar um blog sem gastar nada num primeiro momento.

Na internet você encontrará muitos serviços gratuitos para criação de blogs. Os mais famosos são, o Blogger, da Google, e o WordPress.com, da Automattic.

Conhecimento

Após ter as respostas para as perguntas acima, o próximo passo será buscar o máximo de conhecimento possível sobre o mundo dos blogs.

Tenha em mente que, investir no seu conhecimento é fundamental para que você tenha um blog de sucesso.

Na internet é possível encontrar um vasto material sobre blogs, com dicas, tutoriais, técnicas, etc. Existem também alguns livros, e-books, cursos online e treinamentos presenciais sobre o assunto.

Escolha uma plataforma para o seu blog

Antes de tudo, é preciso deixar claro que a plataforma para criação de blogs é apenas uma ferramenta. O que define a qualidade de um blog é o seu conteúdo.

Blogger

O que é?

               

Ferramenta online da Google para criação e administração de blogs.

Por que é legal?

O serviço é oferecido gratuitamente.

Não exige um conhecimento técnico avançado para se ter um blog nesta plataforma. Sua interface é amigável, tornando o processo de criação e administração do blog bastante intuitivo.

Por ser da Google, muitos serviços desta empresa podem ser incorporados ao blog de maneira bem simples e rapida.

O que não agrada?

Como qualquer serviço online oferecido por terceiros, existe certa limitação de recursos técnicos. A implementação de novos recursos, neste caso, depende da Google, que é empresa que administra a ferramenta.

WordPress.com

O que é?

Assim como a plataforma anterior, o WordPress.com também é um serviço online gratuito para criação e administração de blogs.

Porque é legal?

Oferece gratuitamente as ferramentas necessárias para a criação e administração de um blog. É bem simples de utilizar, portanto, não exige conhecimentos avançados. É uma excelente opção para quem deseja conhecer a interface administrativa do WordPress para depois migrar seu blog para a versão de instalação do sistema, ou seja, o WordPress.org.

O que não agrada?

Os recursos do WordPress.com ainda são limitados, mais até que os do Blogger, portanto, não recomendo sua utilização caso você deseje ter um blog mais profissional.

WordPress.org

O que é?

Diferentemente das opções citadas acima, o WordPress.org não é um serviço online, mas sim um CMS (Content Management System / Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) que deve ser instalado em um servidor que suporte a linguagem PHP e um banco de dados, geralmente o MySQL. O servidor poderá ser remoto (empresa de hospedagem de sites), caso você queira que o seu blog esteja disponível na internet, ou local, no caso das intranets.

O WordPress.org pode ser baixado gratuitamente em seu site oficial. Você pode incorporar novas funcionalidades ao seu blog ou site instalando plugins específicos, a maioria deles gratuito, além de poder alterar seu visual escolhendo um dos milhares de temas disponíveis gratuitamente para download. Existem também os plugins e temas “Premium”, que são pagos, mas em geral oferecem recursos mais avançados e suporte técnico.

Por que é legal?

Por se tratar de um CMS, o WordPress.org vai além dos blogs. Com ele, através de plugins e temas, é possível você criar blogs, redes sociais, lojas virtuais, classificados online, sites de empregos, site de compras coletivas e uma infinidade de outros projetos na web.

Além disso, ele oferece a possibilidade de você personalizar o sistema de acordo com a sua necessidade ou da sua empresa.

Permite que você crie sites e blogs numa rede local, intranet.

Portanto, o WordPress.org é a melhor opção para quem deseja ter um blog ou site profissional e necessita de liberdade total para adequá-lo às suas necessidades.

O que não agrada?

Apesar de ser um sistema gratuito, é preciso levar em consideração os custos de hospedagem do seu site/blog. Você também poderá ter que investir em um tema ou plugin “Premium” caso deseje um visual mais profissional ou uma funcionalidade avançada.

O sistema não é tão simples quando os serviços online citados neste artigo. Um usuário leigo sentirá dificuldades no início, já que o sistema exige alguns conhecimentos técnicos. Dependendo do caso, é necessário que o usuário possua conhecimentos mais avançados, como, linguagens de programação, banco de dados, web design, segurança, SEO, etc., ou então contrate um profissional especializado para cuidar do projeto.

Conclusão

Existem muitas outras plataformas que podem ser utilizadas para a criação de blogs, apresentei neste artigo as três mais utilizadas atualmente.

  • O Blogger atende muito bem à maioria das pessoas que desejam iniciar um blog, permitindo inclusive a criação de projetos profissionais.
  • O WordPress.com vai atender bem àqueles que desejam ter um blog, mas não se importam muito com recursos avançados.
  • O WordPress.org é ideal para quem quer ter controle e liberdade totais sobre o projeto. Exige investimento e conhecimento técnico, no entanto, é a plataforma mais completa que existe atualmente, pois oferece recursos que permitem a criação de uma variedade enorme de projetos.

Portanto, o WordPress.org é a minha escolha como plataforma para blogs e sites profissionais.

E você, qual plataforma prefere? Quer indicar alguma outra? Deixe seu comentário neste artigo!

Espero que estas dicas possam lhe ajudar no início da sua atividade como blogueiro(a).

Blogar é uma experiência fantástica, pois você desenvolve o seu raciocínio, aprende coisas novas, compartilha ideias e conhece um monte de gente legal.

Para ser um(a) blogueiro(a) bem sucedido(a), é preciso que você tenha determinação, disciplina, ética e, acima de tudo, goste muito do que faz.

Você sabia?

“O termo weblog foi criado por Jorn Barger em 17 de dezembro de 1997. A abreviação blog, por sua vez, foi criada por Peter Merholz, que, de brincadeira, desmembrou a palavra weblog para formar a frase we blog (“nós blogamos”) na barra lateral de seu blog Peterme.com, em abril ou maio de 1999. Pouco depois, Evan Williams do Pyra Labs usou blog tanto como substantivo quanto verbo (to blog ou “blogar”, significando “editar ou postar em um weblog”), aplicando a palavra blogger em conjunção com o serviço Blogger, da Pyra Labs, o que levou à popularização dos termos.” – Fonte: Wikipédia – Blog

#FicaDica

Acompanhe o Informação Virtual no Facebook, Twitter e YouTube!

Até a próxima!!!

Deixe uma resposta